Segurança dos alimentos de ponta a ponta: conheça as soluções oferecidas pela QIMA/WQS

A preocupação com a saúde e a sustentabilidade ambiental fazem parte das prioridades dos consumidores mapeadas pela PwC entre as tendências de consumo alimentar do Pós-Covid-19. A consultoria destaca que a revolução da indústria de alimentos passa, obrigatoriamente, por esses dois aspectos que exigem capacidade de monitoramento da qualidade por toda a cadeia de fornecimento, do campo à mesa.

O desafio requer o apoio de empresa especializada capaz de atestar a procedência, a qualidade e a adequação às boas práticas de fabricação dos produtos colocados à venda, garantindo, ainda, a efetiva gestão da cadeia de fornecedores. Esse é o trabalho desenvolvido pela QIMA/WQS, companhia que tem ampliado o conjunto de soluções oferecidas em segurança de alimentos.

“A QIMA/WQS tem como premissa básica de negócio a segurança dos alimentos em primeiro lugar”, salienta Mario Berard, CEO da QIMA/WQS. “O nosso objetivo vai além de oferecer soluções para a qualidade do produto, pois temos a missão de fornecer à indústria alimentícia certificações, auditorias, inspeções e treinamentos de grande importância no mercado, que demonstram o seu comprometimento com a segurança dos alimentos”.

Os processos realizados para alcançar as certificações são rígidos e completos, explica Berard. “Um dos princípios da segurança de alimentos é evitar contaminações que causem danos à saúde dos consumidores. Isso é alcançado por meio da implementação de uma variedade de protocolos, por exemplo: as Boas Práticas de Fabricação, o Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) e o Sistema de Gestão de Qualidade e Segurança de Alimentos, específicos para cada elo da cadeia produtiva.”

Atualmente, o conjunto de certificações fornecidas pela QIMA/WQS abrange uma completa gama de soluções, como os protocolos da GFSI, segurança dos alimentos, gestão de fornecedores, auditorias de protocolos sustentáveis, auditorias éticas, selos de qualidade, inspeções e treinamentos.

As soluções sustentáveis oferecidas pela QIMA/WQS cobrem:

  • Bem-estar Animal: que atesta o respeito, o bem-estar e a ética animal em todo o processo de produção, desde a criação até o abate;
  • Cage Free: que assegura, por meio de elevado padrão, que a criação de aves seja adequada e com respeito aos animais;
  • Rainforest Alliance: que se propõe a criar um mundo mais sustentável, com o intuito de proteger a natureza e melhorar a vida de produtores rurais;
  • 4c: que atesta um elevado padrão de sustentabilidade considerando as dimensões econômica, social e ambiental nas cadeias de café sustentáveis;
  • Auditoria SMETA (Sedex Members Ethical Trade Audit): que assegura o cumprimento de leis e normas trabalhistas, saúde e segurança;
  • Certificação GLOBALG.A.P. Integrated Farm Assurance (IFA): que certifica a adequação aos padrões de produção agrícola em todos os processos, desde a pré-colheita até o manuseio, embalagem e armazenamento pós-colheita;
  • Certificação Plant-Based: que garante a inexistência de insumos de origem animal em produtos industrializados processados à base vegetal.

O executivo também enfatiza que os selos de qualidade são instrumentos importantes para a decisão de compra. “É um desafio para as indústrias expressar a qualidade de seus produtos de forma perceptível pelos seus consumidores. Uma forma clara e eficaz é através de selos específicos aplicados em suas embalagens de produto”.

Gestão de fornecedores

O varejo é um elo fundamental para garantir a qualidade, segurança e sustentabilidade na cadeia alimentar. Varejistas que desejem ganhar diferencial competitivo e elevar suas margens devem estar atentos às novas demandas, às normas estabelecidas e à escolha dos fornecedores. “Quando um produto possui o selo de qualidade, por exemplo, além de o consumidor valorizar a indústria que produz esse alimento pela responsabilidade, qualidade e segurança que ela oferece, ele também valoriza o varejista que adere ao produto com essas características. Isso demonstra que o varejista se preocupa com o seu consumidor e busca produtos de qualidade para sua prateleira”.

Compete ao varejo, ainda, fazer a gestão dos fornecedores, uma demanda que será crescente para o setor. “Um ponto a se destacar é com relação à marca própria, onde o varejista confia sua marca a uma empresa terceira que irá produzir seus produtos. Hoje existem protocolos específicos para esse mercado. Os varejistas que aderem a essas práticas realmente se diferenciam, pois garantem que os produtos que são vendidos foram avaliados e são seguros. E é claro que o consumidor final tem consciência disso e deposita mais confiança naquela marca do que nas outras que não oferecem essas práticas”.

O processo de gestão de fornecedores da QIMA/WQS abrange o desenvolvimento de um programa alinhado às necessidades da empresa; realização de auditoria de segunda parte com auditores qualificados; gestão de documentos de auditoria e do programa; e acompanhamento dos planos de ação das auditorias realizadas.

Berard esclarece que a auditoria de segunda parte é uma ferramenta que consiste na realização de auditorias externas junto aos fornecedores e que busca verificar se as expectativas e critérios estabelecidos estão sendo atendidos. “Nosso principal objetivo é oferecer soluções que garantam segurança e qualidade na indústria de alimentos, seja qual for a etapa da cadeia de suprimentos”.

Para saber mais, acesse: http://wqs.com.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista AviSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

logo (1)

Na 38a edição da Conferência FACTA 2021, dois dos quatro prêmios José Maria Lamas da Silva, concedidos para os melhores trabalhos científicos nas áreas de Produção e Outras Áreas, utilizaram modalidades de inteligência artificial com modelos fuzzy e mineração de dados em Avicultura de Precisão. Página 32.

Capturar-2

Encontrar com rapidez e precisão o ponto ideal de atuação economiza tempo e dinheiro e faz com que as empresas percebam rapidamente o retorno positivo das estratégias definidas e ações corretivas adotadas. Página 22.

Capturar-3

Em entrevista exclusiva à Revista do AviSite, Ivan Siqueira, diretor do negócio Aves Pesadas da Seara conta como a empresa está priorizando itens de maior valor agregado e dá detalhes sobre os passos da empresa para o segundo semestre de 2021.

Capturar-4

Você sabia que pintainhos possuem bactérias no sistema digestório antes mesmo de eclodirem? Para entender de onde vêm as bactérias nos pintainhos recém eclodidos, é importante compreender as diversas possibilidades de colonização bacteriana precoce. Apesar do que muitos acreditam, os ovos férteis, mesmo passando por diferentes formas de higienização e desinfecção, não são estéreis. Página 54.

Capturar-5

A cadeia da produção animal está novamente colocada diante do desafio do aumento de custos de matérias-primas em várias frentes. O milho chama atenção, mas soja e os micro ingredientes também encareceram, tanto pela quebra de safras, entre outros fatores, quanto pelo aumento do dólar. Se a alta de custos dos ingredientes é uma realidade, a tecnologia pode apontar caminhos. Página 36.

Capturar-6

Os carboidratos representam a principal fonte de energia na alimentação animal. Eles são encontrados principalmente em cereais ou subprodutos de cereais. Contudo, além do amido, os principais carboidratos ricos em energia, os cerais contém polissacarídeos não amiláceos (PNAs) ricos em energia, os cerais contém polissacarídeos que não são facilmente digeridos no intestino delgado de aves e suínos. Página 50.

Capturar-7

O custo das matérias-primas tem impactado no aumento do custo das rações de frangos de corte, sendo que, o potencial de aproveitamento dos nutrientes das rações pode ser melhor explorado com o uso de estratégias capazes de otimizar a digestibilidade e a absorção destes nutrientes, garantindo assim, a redução do custo final das formulações e/ou otimização do potencial genético das aves. Página 60.

Capturar-8

Quem se dedicou à tarefa de analisar os balanços das duas principais empresas do setor no segundo trimestre de 2021 deve ter notado que, embora fortes concorrentes entre si, ambas apresentaram pelo menos um argumento em comum para justificar os fracos resultados do período: o encarecimento do custo de produção naquele que, provavelmente, é o momento mais difícil e desafiante da economia e do consumidor brasileiro. Página 62.

Open chat
Fale agora no WhatsApp