Edição 100
10 Anos
Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Aplicativos
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Domingo, 21/01/2018
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Carne de frango e ovos: as projeções da FIESP para 2027




Campinas, 21/12/2017 | 08:35

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Em seu recém-lançado “Outlook 2027”, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) estima que dentro de 10 anos a avicultura brasileira estará produzindo um volume de carne de frango 22% superior ao previsto para este ano, enquanto a produção de ovos tende a um crescimento de 38%.

De maneira geral, a indústria do ovo mantém um potencial de crescimento maior que o da indústria do frango. Assim, enquanto as exportações de carne de frango podem ser expandir a um ritmo anual de 2,7% e acumular 31% de expansão até 2027, para as exportações de ovos é previsto incremento de mais de 6% ao ano e uma evolução, em 10 anos, de 80%.

Também a demanda doméstica do ovo cresce a um ritmo maior que a da carne de frango – praticamente o dobro. Ou 3,3% ao ano (38% até 2027) contra 1,7% (total de 18%) da carne de frango.

Em decorrência, torna-se ainda mais significativo o aumento no consumo per capita de ovos: 19,7 dúzias (236,4 unidades) em 2027, contra 14,9 dúzias (menos de 180 unidades) em 2017 – incremento, portanto, de 2,8% ao ano, 32% no total.

Já para o frango é previsto aumento de apenas 11% no consumo per capita (pouco mais de 1% ao ano) – o que, mesmo assim, equivale a um adicional de 4,7 kg.

Apesar, porém, da potencialidade maior, as exportações podem continuar tendo pequena participação na produção total de ovos: em 2027, pouco mais de 0,20% do volume produzido frente, por exemplo, a 36% da produção total prevista para a carne de frango.

Ressalve-se, no entanto, que as projeções de exportação de ovos se baseiam no desempenho observado nos últimos anos. Ou seja: o esforço do setor pela expansão do mercado externo do produto pode propiciar resultados totalmente diferentes dos que ora são projetados.

É oportuno observar, por fim - em relação especificamente à carne de frango – que, pela tabela, a soma do volume exportado e do demandado internamente supera a produção prevista tanto em 2017 como em 2027. Quer dizer: uma vez que a exportação tende a alcançar os resultados apontados, ou a produção total será maior ou a demanda doméstica menor. Mas isso pouco importa, pois o que interessa, mesmo, são os índices de evolução previstos.


Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!






NOTÍCIAS RELACIONADAS

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS











NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: